BLOG

Setembro Verde alerta para o câncer colorretal

06/09/2018

Obesidade, sedentarismo, tabagismo, consumo excessivo de álcool e dieta rica em carne vermelha e processada são os principais fatores modificáveis que contribuem para o câncer colorretal. Ele é o terceiro tumor mais frequente em homens e o segundo entre as mulheres. Neste ano, estimasse 36.360 novos casos, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA).

Devido ao aumento destes casos, a Sociedade Brasileira de Coloproctologia (SBCP) realiza, neste mês, o Setembro Verde: campanha de conscientização sobre a importância da prevenção à doença. No Brasil, o diagnóstico entre jovens está sendo percebido entre os coloproctologistas. "O aumento do câncer colorretal é significativo entre os jovens. Diante disso, está sendo elaborada uma mudança nas diretrizes para a doença considerando essa redução da idade", afirma o coloproctologista Dr. Fernando Zanchet, do Centro de Tratamento do Aparelho Digestivo de Santa Rosa (CITRADI).

Segundo o Oncologista Clínico do CITRADI, Dr. Pedro Lourega, alguns sintomas são geralmente inespecíficos, o que pode levar ao atraso do diagnóstico. "Diarreia, constipação e fezes com sangue e escuras, além de dor abdominal, anemia, fraqueza e perda de peso são alguns dos sintomas mais frequentes para o câncer colorretal", destaca. A recomendação atual é que pessoas sem histórico de câncer colorretal na família procurem o coloproctologista a partir dos 45 anos. Se houver casos na família, esse acompanhamento deve ter início 10 anos antes da idade do diagnóstico familiar.

O Dr. André Petter Rodrigues, Cirurgião do Aparelho Digestivo do CITRADI, explica a importância da prevenção. "Um dos tumores que pode ser prevenido é o câncer de intestino, pois ele possui a origem no pólipo. Podemos remover antecipadamente o mesmo e fazer com que ele não se transforme em câncer". A remoção ocorre com exames periódicos de colonoscopia.

Alguns hábitos são essenciais a fim de prevenir o câncer de intestino como: ingerir diariamente fibras, frutas, verduras e peixes; praticar atividade física regularmente; e não fumar. Conforme o Dr. Pedro Lourega, manter níveis adequados de vitamina D e consumir regularmente nozes e castanhas são medidas que também previnem os tumores intestinais.
Setembro Verde alerta para o câncer colorretal

Newsletter

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades!